Departamento

Departamento de Saúde Coletiva

DESCO
por Chrystian R. Campos
Publicado: 19/08/2019 - 13:38
Última modificação: 04/01/2023 - 12:05

As atividades do Departamento de Saúde Coletiva na Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Uberlândia datam do início da década de 1970 com a disciplina “Medicina Preventiva e Social” (MPC) ministrada pelo Prof. Melicégenes Ribeiro Ambrósio. Nos anos seguintes, sob forte influência dos movimentos sociais nacionais, como da Reforma Sanitária, e os debates nacionais e internacionais sobre a Educação Médica, ampliou-se gradualmente a atuação da Saúde Coletiva no curso de Medicina, passando também a contribuir com a formação de outros profissionais da área da saúde da nossa Universidade, como no curso de enfermagem.

 

A Saúde Coletiva, nos cursos de graduações das áreas da Saúde, como Enfermagem, Nutrição e Medicina, por exemplo, é entendida como um campo do conhecimento e âmbito próprio de práticas, ao compreender e atuar de forma ampliada, problematizando os aspectos sócio-histórico-culturais e biomédicos do cuidado. Agregando à formação em saúde conhecimentos, habilidades e atitudes que permitam ao(à) futuro(a) profissional da saúde o exercício do cuidado em saúde integral, em uma prática profissional ética, socialmente referenciada e responsável, com respeito aos direitos humanos e diversidades e pautada na determinação social do processo saúde-adoecimento-cuidado.  

 

A Saúde Coletiva tem ferramentas e instrumentais que lhe são próprios (ex.: projetos de intervenção, genogramaecomapa, territorialização, educação popular em saúde, estimativa rápida, mapas de itinerários terapêuticos, etc.), propiciados aos(às) estudantes exclusivamente nesses componentes curriculares, para que eles(as) possam intervir na realidade com competência e, assim, transformá-la efetivamente, contribuindo com a melhoria das condições de saúde e vida das populações que são e serão por eles(as) cuidadas. 

 

Dessa forma, a Saúde Coletiva na graduação das áreas da Saúde contribui para a ampliação do raciocínio clínico, ao inserir os determinantes sociais, bem como os aspectos históricos, psíquicos, culturais, epidemiológicos e sociais nas hipóteses diagnósticas do cuidado em saúde individual e coletivo das pessoas. Assim, o(a) estudante amplia suas capacidades diagnósticas e terapêuticas, integrando ao cuidado aspectos fundamentais da vida das pessoas, promovendo o cuidado integral, de forma equânime, atuando em diferentes níveis do Sistema de Saúde e, também, sendo capaz de promover saúde e prevenir agravos. 

 

Sendo um campo de conhecimento de natureza interdisciplinar, a Saúde Coletiva é composta historicamente pelas áreas da Epidemiologia; Gestão, Política e Planejamento; e as Ciências Sociais em Saúde. No contexto dos cursos de graduação das áreas da Saúde da UFU, a Saúde Coletiva apresenta-se estruturada em quatro grandes núcleos, englobando também o núcleo de Saúde da Família:

 

Gestão, Política e Planejamento: núcleo que compõe  o campo da Saúde Coletiva que apresenta, discute e problematiza as correntes, diretrizes e políticas que norteiam as práticas de gestão, planejamento, avaliação e programação em saúde. 

Professores(as): Tiago Rocha Pinto, Nilton Pereira Júnior e Elisa Toffoli Rodrigues. 

 

Epidemiologia: núcleo que compõe o campo da Saúde Coletiva que estuda a distribuição e os determinantes de doenças e agravos a saúde em níveis populacionais, dando sustentação ao planejamento, execução e avaliação de ações de Vigilância em Saúde. 

Professores(as): Janaína Paula Costa da Silva, Letícia Martins Okada (substituta), Marcia Araújo Barreto (afastada para a pós graduação) Wallisen Tadashi Hattori, Stefan Vilges de Oliveira.

 

Ciências Sociais e Humanas em Saúde: núcleo que compõe o campo da Saúde Coletiva que busca problematizar os aspectos sócio-histórico-culturais nas práticas de cuidado em saúde, compreendendo a nível individual e coletivo a determinação social do processo saúde-adoecimento-cuidado em interface com o campo das Ciências Sociais e Humanas. 

Professores(as): Danilo Borges Paulino, Flávia do Bonsucesso Teixeira, Gustavo Antonio Raimondi, Jéssica Bruna Borges Peireira (substituta), Lúcio Costa Girotto (substituto) e Mariana Hasse. 

 

Saúde da Família: núcleo que compõe o campo da Saúde Coletiva, que busca problematizar as práticas de cuidado integral em saúde no contexto da Atenção Primária à Saúde. 

Professoras: Cléria Rodrigues Pereira (substituta), Nathália Ferreira Madureira (afastada para a pós graduação), Nicole Geovana Dias Carneiro e Elisa Toffoli Rodrigues. 

Técnicas Administrativas em Medicina de Família e Comunidade: Larissa Silva Soares, Letícia Alves da Silva e Suellen Magalhães.

 

Ao longo dos mais de 50 anos de atuação da Saúde Coletiva na UFU, somente em 2013 criou-se o Departamento de Saúde Coletiva (DESCO) vinculado à Faculdade de Medicina. Até então, os(as) 5 professores(as) que ministravam as unidades curriculares de Saúde Coletiva estavam lotados(as) no Departamento de Clínica Médica da mesa faculdade. É importante destacar que por meio da efetivação da criação do DESCO potencializou-se a ampliação do Departamento e da atuação dos(as) docentes em mais de 5 cursos de graduação (enfermagem, fisioterapia, medicina, nutrição e saúde coletiva), em mais de cinco programas de pós-graduação strictu sensu (mestrado profissional / acadêmico e doutorado acadêmico no Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde; mestrado profissional no Programa de Pós-Graduação em Saúde da Família; mestrado profissional no Programa de Pós-Graduação em Saúde do Trabalhador; mestrado acadêmico no Programa de Pós-Graduação em Psicologia) e em mais de dois programas de pós-graduação latu sensu (Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade e Residência Multiprofissional em Saúde).

 

Os(As) professores(as) do DESCO têm reconhecida atuação a nível nacional e internacional, com publicações, premiações, titulações e colaborações com as políticas públicas e atividades de ensino, pesquisa e extensão com vistas a ampliar a formação e o cuidado em saúde tendo em consideração os determinantes sociais do processo saúde-adoecimento-cuidado.

 

Diante disso, o DESCO tem se constituído como um espaço interdisciplinar e interprofissional em que busca-se realizar os debates da Saúde Coletiva em diversas áreas de atuação profissional em diálogo com diversas políticas públicas. Com orgulho, o Departamento tem contribuído significativamente com o quadripé da Universidade: ensino, pesquisa, extensão e gestão universitária. Para o futuro, compreendemos que há uma série de desafios, como o fortalecimento do Sistema Único de Saúde e da responsabilidade social dos cursos da área da saúde, e sabemos que de forma coletiva e colaborativa conseguiremos promover um ensino de qualidade, socialmente referenciado, com profissionais de saúde que atendam as reais demandas de saúde da população e consigam contribuir com a promoção da Justiça Social.

 

 

Coordenações do Departamento de Saúde Coletiva:

 

. Carlos Henrique Alves Rezende (2013 – 2017)

. Leila Bittar Moukachar Ramos (2017-2018)

. Rosuíta Fratari Bonito (2018 – 2019)

. Nilton Pereira Junior (2019)

. Flávia do Bonsucesso Teixeira (2019 – 2021)

. Gustavo Antonio Raimondi (2021 – atual)

 

 

Coordenador(a): Gustavo Antonio Raimondi
Técnico Administrativo: Nathália Bizinoto Silva
+55 34 3225-8273 R:8273
Endereço: 
Campus Umuarama - Bloco 2U - Sala 8
Av Pará - 1720 - Bairro Umuarama
Uberlândia - MG - CEP 38405-320