Atenção em Saúde da Criança

por Chrystian R. Campos
Publicado: 10/09/2019 - 15:31
Última modificação: 21/12/2021 - 16:54

Sobre a Área de Concentração de Atenção em Saúde da Criança

O Programa de Atenção em Saúde da Criança foi criado em 2010, com o objetivo deformar profissionais de saúde, especialistas na área de concentração, com visão humanista, reflexiva e crítica, qualificado para o exercício na especialidade escolhida, com base no rigor científico e intelectual, pautado em princípios éticos, conhecedor dos diferentes cenários da rede de saúde, capazes de atuar com competência na área específica de formação, suprindo as carências da rede de atenção à saúde, visando à integração multiprofissional e a formação do residente com uma visão dos diferentes níveis de atenção à saúde materno infantil. Demonstrando, assim, a relevância deste Programa para a sociedade de Uberlândia e região, pois além de formar profissionais que serão absorvidos rapidamente pelo  mercado de trabalho, contribuirá para a melhoria da assistência à saúde da população e com  o desenvolvimento das instituições onde trabalham.

 

Perfil do Profissional de Saúde Egresso

Os profissionais devem possuir, competências técnico-científicas, ético-políticas,sócio-educativas contextualizadas que permitam: 
• Atuar com competência profissional na sua área de concentração garantindo segurança e qualidade na atenção ao usuário, eficiência na utilização dos recursos da instituição, melhoria nos processos de trabalho e desenvolvimento científico de sua profissão;
• Atuar profissionalmente, compreendendo a natureza humana em suas dimensões e em suas expressões; 
• Incorporar o conhecimento científico como instrumento de interpretação profissional; 
• Estabelecer novas relações com o contexto social, reconhecendo a estrutura e as formas de organização social, suas transformações e expressões; 
• Desenvolver formação técnico-científica que confira qualidade ao exercício profissional;
• Reconhecer a saúde como direito e condições dignas de vida e atuar de forma a garantir a integralidade da assistência, entendida como conjunto articulado e contínuo das ações e serviços preventivos e curativos, individuais e coletivos, exigidos para cada caso em todos os níveis de complexidade do sistema;
• Ser capaz de diagnosticar e solucionar problemas de saúde, de comunicar-se, de tomar decisões, de intervir no processo de trabalho, de trabalhar em equipe e de enfrentar situações em constante mudança; 
• Reconhecer as relações de trabalho e sua influência na saúde; 
• Atuar como sujeito no processo de formação de recursos humanos para atenção a saúde; 
• Considerar a relação custo-benefício nas decisões dos procedimentos na saúde;
• Assumir o compromisso ético, humanístico e social com o trabalho multiprofissional em saúde. 
• Promover estilos de vida saudáveis, conciliando as necessidades tanto dos seus clientes/pacientes quanto às de sua comunidade, atuando como agente de transformação social; 
• Usar adequadamente novas tecnologias de informação e comunicação para melhorar a assistência ao usuário; 
• Identificar as necessidades individuais e coletivas de saúde da população,seus condicionantes e determinantes;

• Prestar assistência compatível com as diferentes necessidades apresentadas pelo indivíduo, pela família no âmbito de sua atuação; 
• Gerenciar o processo de trabalho no âmbito de sua atuação com princípios de Ética e de Bioética, com resolutividade tanto em nível individual como coletivo; 
• Planejar, implementar e participar dos programas de formação e qualificação contínua dos trabalhadores de sua área de atuação; 
• Desenvolver, participar e aplicar pesquisas e/ou outras formas de produção de conhecimento que objetivem a qualificação da prática profissional;
• Respeitar os princípios éticos, legais e humanísticos da sua profissão; 
• Interferir na dinâmica de trabalho institucional, reconhecendo-se como agente desse processo; 
• Participar da composição das estruturas consultivas e deliberativas do sistema de saúde referentes a sua área de atuação; 
• Assessorar órgãos, empresas e instituições em projetos de saúde; 
• Cuidar da própria saúde física e mental e buscar seu bem-estar como cidadão e como profissional; 
• Reconhecer o seu papel social de atuação em atividades de política e planejamento em saúde.


Carga Horária:

Duração do Programa: 24 meses 
Carga Horária: 60 horas semanais

Carga Horária Total: 5760 horas
Carga Horária Prática (80%): 4608 horas
Carga Horária Teórica e Teórico-Prática (20%): 1152 horas

 

OBS: O Programa de Residência exige do Profissional de Saúde Residente a dedicação exclusiva, ou seja, durante a residência não podem ser desenvolvidas outras atividades como Doutorado, Mestrado Acadêmico e Especializações.

 

AS VAGAS SÃO OFERTADAS CONFORME A DISPONIBILIDADE EM RECEBER NOVOS RESIDENTES OCORRENDO MUDANÇAS A CADA NOVO EDITAL

 

Coordenadora da Área

Dra. Paula Carolina Bejo Wolkers​
 

Vice-Coordenadora da Área

Me. Fernanda Nascimento Alves